Balança Comercial Goiana tem superávit de U$469,80 milhões de dólares


No mês de março de 2020, a Balança Comercial do Estado de Goiás teve saldo positivo de US$ U$469,80 milhões de dólares, 32,53% acima em relação a março de 2019, apresentando valores (em milhões de dólares/FOB) de Exportação de US$ 748,20 e de Importação de US$ 278,36. No total acumulado de janeiro a março desse ano o saldo positivo chega a U$691,54 milhões de dólares.

Se no Brasil as exportações em março cresceram 10,60%, em Goiás, elas cresceram 18,73%, representando 3,89% das exportações de todo o país.

O Complexo Milho foi destaque nesse mês em relação a março/2019 com alta de 282,38%, seguido de ferroligas (77,68%), Complexo Carnes (35,81%) e Complexo Soja (18,55%). A China foi disparado o principal destino exportador, seguida de Países Baixos, Estados Unidos e Espanha. Nesse mês, cabe observar a exportação de café, superando a de algodão no estado.

As importações goianas ficaram quase estagnadas nesse mês, crescendo apenas 0,97% em relação a março/2019. Apesar da queda das importações de fertilizantes, veículos e peças, entre outros, houve o incremento em vários outros insumos tais como produtos farmacêuticos (37%), químicos orgânicos (32,67%), combustíveis (44,61%), entre outros. As principais origens das importações goianas nesse mês foram a Irlanda, seguida de China, Estados Unidos e Alemanha.

Com o início da colheita da safra de soja, era de se esperar que os números aumentassem. Devido à retração de consumo e incertezas, principalmente com relação ao câmbio, o setor automotivo teve esse comportamento negativo nas estatísticas e, em seguida, com o isolamento social já em março, outros setores seguraram suas importações.

Espera-se para abril um impacto bem maior dos efeitos da COVID-19 nos números do comércio exterior. Com a retomada das atividades e da produção na China, as exportações tradicionais de Goiás devem se manter e talvez até mesmo aumentar, conforme comportamento da colheita da soja e da capacidade de produção e logística do Complexo Carnes. Porém, espera-se que empresas e o Estado de Goiás consigam adquirir insumos importados para o combate da Pandemia e para a produção de produtos essenciais. Isso poderá acarretar um aumento significativo das importações, com a consequente diminuição do saldo da balança comercial.

 

Balança Comercial